19 de abril de 2012

A beleza indígena de Natália Nara

Em abril de 2005, a modelo Natália Nara revelava sua beleza ao ser fotografada por Luis Crispino para a capa da revista Playboy. O ensaio foi inspirado no romance da literatura romântica brasileira "Iracema", escrito por José de Alencar e publicado em 1865. A personagem homônima, é descrita como "a virgem dos lábios de mel e de cabelos mais negros que a asa da graúna"

O tema não foi escolhido ao acaso. Antes de participar do Big Brother, Natália ficou conhecida por vencer um concurso que a elegeu modelo da estátua da personagem, erigida na Lagoa da Messejana em Fortaleza.

As fotos foram feitas em um estúdio em São Paulo, onde a produção da revista recriou a mata Atlântica e cantos de uma aldeia Tabajara. As cenógrafas Helena Lunardelli e Maria Haller montaram uma floresta de 25 metros quadrados, com plantas naturais, troncos de árvore de até 4 metros de altura e 300 quilos de terra.

"Não imaginava sair na Playboy porque achava que não me encaixava no perfil da revista, mulherão, com silicone ou seio grande. Nunca me achei sexy. Nunca havia feito nenhuma cirurgia plástica antes, e isso é o que mais me orgulha. Ter posado ao natural, sem tinta no cabelo, sem lente de contato. Assumi minha etnia indígena" - em entrevista para o Gente & TV do Portal Terra.

Esse foi o primeiro ensaio da publicação brasileira totalmente dedicado a cultura indígena através de uma personagem. Mas embora as fotos tenham esse imaginário sobre a cultura nativo-americana - explorando um possível fetishe em relação ao motivo - e a beleza da modelo Natália Nara seja inegável, não consigo deixar de pensar que as fotos deveriam ter sido produzidas ao ar livre, com uma trajetória visual mais realista e explorando outros ângulos, que foram limitados pela prática em estúdio. Outro aspecto que me chamou atenção, foi a utilização de uma maquiagem digital para simular as pinturas típicas sobre o corpo da modelo. O mesmo recurso, no entanto, não foi utilizado para esconder a tatuagem (bem contemporânea) no quadril.

Veja outras fotos do ensaio:


Nenhum comentário:

Postar um comentário