29 de fevereiro de 2012

A obscenidade de Bruce LaBruce

A exposição 'Obscenity', do artista canadense Bruce LaBruce  –  que teve estreia esse mês de Fevereiro, na Fresh Galery em Madrid – apresenta 50 imagens que misturam erotismo e símbolos da religião cristã, com modelos e artistas espanhóis encenando como santos, freiras, padres e anjos. Tudo de forma bastante sensual.

Segundo LaBruce, a ideia de seu trabalho é apresentar "uma série de retratos que ilustram a convergência divina entre o sagrado e o profano". O artista disse ainda que "a vida dos santos é repleta de atos de êxtase de sensualidade sublimes".

A exposição teve grande repercussão e gerou protestos fervorosos por parte de representantes da Igreja Católica. Mas é importante observar que esse tipo de relação não é recente. Segundo artigo "Erotismo e religião: um diálogo instigante", de Raquel Elisabeth Pires para a Revista Brasileira de Psicanálise, desde o período barroco (e por que não, até antes), a produção artística está impregnada de forte erotismo. Ela cita ainda a sensualidade da escultura de Gian Lorenzo Bernini – "O êxtase de Santa Teresa" – que "transmite movimento, leveza, emoções sublimes e calorosas, além de extrema voluptuosidade".

Pires afirma que as questões místicas e eróticas relacionam-se intimamente, colocando o erotismo como uma um aspecto inerente a qualquer obra de arte, uma vez que o contato com a própria sexualidade é requisito primordial para a criatividade do artista, assim como para a experiência mística.


Nenhum comentário:

Postar um comentário